terça-feira, julho 04, 2006

Fragmentos poéticos...

Tímido

Tão tímido, tão tímido eu era
Que ao avistar de relance um conhecido,
Fosse quem fosse, não importava,
Eu preferia deixar que a minha

Inadaptação ao mundo
Jogasse na terra o meu olhar;
É melhor não ver, não ser visto,
E nem tocado pelo outro, eu pensava!

2 comentários:

Alessandra Espínola disse...

Tudo aqui é um grande mosaico, é show! Quanto à questão do outro texto: ("se te levarão para tua terra") de uma coisa eu sei, levaremos você , que seja um pedaço, cada um para suas terras! Delícia cada verso!

Flavinha disse...

Como se diz por aqui " um verdadeiro bicho do mato", rssrs.Beijos.