quinta-feira, julho 20, 2006

Fragmentos poéticos... o equilibrista

Na paisagem deserta,
O rumo do poente,
As pedras,
Os dormentes,
Os trilhos,
E sobre os trilhos, eu,
Um reles equilibrista.

2 comentários:

Kaká disse...

Com um equilíbrio ímpar!

Alessandra Espínola disse...

Ê Trem bão! Essa viagem está sendo maravilhosa, viu! um abraço!